Nério Júnior






Últimos Posts >>

>> Atualidades +

>> Vida Cristã +

>> Posts Recentes +

19/11/2014

7 chaves para a cura depois de um divórcio

Eu estava caminhando através de meus vinte e poucos anos, quando eu enfrentei a realidade do divórcio. Meus vinte anos deveriam ser significativos; marcado por propósito e direção, construindo uma carreira, alcançando metas, não gasto vivendo um divórcio.

Mas foi durante esse tempo que eu descobri e experimentei o amor de Deus de uma forma que eu não esperava. De alguma forma, apesar das minhas circunstâncias caóticas, recebi a paz para as profundezas do meu coração e alma.

Para muitos cristãos, o divórcio é um conceito em sombrio e controverso. Apesar de sua prevalência, o divórcio é uma área de quebrantamento que nem sempre é bem recebido pela Igreja. As Escrituras parecem claras, as declarações encontradas ao longo do Antigo e do Novo Testamento parecem desqualificar muitos daqueles que são divorciados, e avisar aqueles que podem procurá-la como uma solução.

E é verdade que o divórcio é feio. O casamento é projeto de Deus, refletindo seu coração para com seu povo. Jesus é o noivo final, a expressão do amor de Deus por nós. O divórcio é combatido fortemente porque é essencialmente o oposto da vontade de Deus para o casamento.

Muitos cristãos experimentam o divórcio por diversas razões e podem encontrar dificuldade em conciliar sua fé com algo tão desafiador quanto o próprio divórcio. Ser quebrantado com nossas próprias escolhas ou por culpa que não cabe a nós, temos um Salvador que se deleita em nós e quer nos ver vivendo a vida em abundância. Romanos 8: 31-39 declara que nada pode nos separar do Seu amor. Amados precisamos estender o amor de Deus para com aqueles que estão enfrentando o divórcio ao invés de expor a negatividade e aplicar julgamento.

Poucos anos depois, tenho andado num lugar de restauração e plenitude por ter conciliado a minha realidade com a minha fé. Aqui estão algumas chaves importantes para aqueles que estão experimentando o divórcio e desejando chegar a um lugar de cura:


Procurem Honra e Respeito

Cuide-se, e se você precisa ter um tempo longe de suas atividades normais, ou simplesmente desacelerar, faça-o.

Não importa o que aconteceu entre você e seu ex-cônjuge, procurem honrar e respeitar a outra parte. Isso fala muito sobre a profundidade de sua personalidade quando você honra, apesar das circunstâncias que indicam o contrário. Se você tem filhos, honrar o outro pai é fundamental na proteção dos sentimentos de seus filhos, e você deve sempre valorizar o coração de seu filho acima de seu desejo de se afirmar.


Manter Perspectiva

O divórcio é um processo doloroso, e quando estiver tendo um problema no relacionamento, as respostas emocionais são frequentemente agravadas. Você provavelmente vai passar por todos os tipos de emoções conflitantes e nem sempre sabe como lidar. Mantenha a perspectiva, buscando diariamente o coração de Deus para sua vida, depositando a carga no lugar certo. Jesus acena "Vinde a mim, todos os que estais cansados ​​e sobrecarregados, e eu vos aliviarei" (Mateus 11:28).

Além disso, proteja a si e sua perspectiva, escolhendo sabiamente com quem você se abre e fala da situação. Pessoas que são capazes de compartilhar a vida com todo o coração, ou que simplesmente o procuram para discutir suas circunstâncias e fofocar?


Dê-se tempo para processar

Quando você está emocionalmente sensível, simplesmente passar o dia sem perdê-lo pode ser um desafio. Cuide-se, e se você precisa levar algum tempo longe de suas atividades normais, ou simplesmente desacelerar, faça-o. Cuidar de seu bem-estar físico e mental lhe permitirá lidar emocionalmente com as mudanças seguintes ao divórcio.


 Cultive sua resposta

Ser injustiçado ou mal tratado é doloroso, e atacar e responder com o mesmo espírito pode fazê-lo se sentir bem a curto prazo, mas no final, recusar a perdoar só irá dificultar a sua própria cura. Não podemos chegar a um lugar de cura, sem perdoar e aprender a aceitar que muitas vezes este é o melhor negócio. Nós não podemos controlar o que outra pessoa faz, mas podemos determinar a nossa resposta. Devemos estabelecer limites e tentar mostrar respeito, mas não retaliar. Isso demanda oração e tempo na presença de Deus para cultivar um coração que responde bem aos desafios.


Examine seu próprio coração

Para que uma ferida cicatrize, o tecido velho deve ser retirado senão o risco do ferimento ficar infectado é bastante elevado. O mesmo vale para a reconstrução; deve ser removido as bases do passado, a fim de que as bases novas sejam posicionadas.

A cura não vem simplesmente por realizar um conjunto de tarefas, mas permanecendo no amor e na fidelidade de Deus.

Deus deseja restaurar e fazer novas áreas de nossas vidas em que temos vivido quebrantamento e perda. João 15: 2 diz: "Ele purifica e repetidamente poda todos os ramos que continuam a dar frutos, para torná-lo suportar mais, fruto mais rico e excelente." Quando nos submetemos à Sua autoridade, estamos aceitando que há áreas do nosso passado onde nós precisamos buscar mudanças para sustentar um novo crescimento saudável.


Lute diariamente

Se render e perdoar são processos fundamentais da cura. A cura não vem simplesmente por realizar um conjunto de tarefas, mas permanecendo no amor e na fidelidade de Deus , logo você começará a ver o fruto da restauração. Como uma mulher sábia uma vez me disse "Toda decisão que você toma, faz o seu efeito no futuro." Todas as decisões a respeito de seus pensamentos, emoções e atitudes tornam-se uma semente, e não há uma decisão diária a ser feita sobre se você semear vida ou morte para as suas circunstâncias. Hebreus 4: 15-16 nos conclama a se aproximar com confiança ao trono da graça, onde encontramos tudo o que precisamos para cada situação.


Lembre-se de que seu passado não te define

E, finalmente, tenha coração. Você já passou por uma temporada de quebrantamento e divórcio, que não define você. O que resta é um capítulo em sua jornada, mas não a posição a partir da qual você faz a vida. O amor de Deus é verdadeiramente conhecido e amadurece quando trocamos o que está quebrado, e tomamos um passo para a restauração.




Fonte: Relevant Magazine


Leia Mais...

18/11/2014

Reinventar o que o Tempo esqueceu

    Um jingle muito comum em algumas tardes de domingos da minha infância dizia: “O tempo passa, o tempo voa e a poupança Bamerindus continua numa boa.” Sobre a poupança Bamerindus nunca mais ouvi falar mas a verdade contida no restante da frase é uma realidade diária. O tempo não perdoa quem não sabe usá-lo com sabedoria e sem aviso prévio se encerra em momentos agradáveis da vida.
    Poucos sabem, mas nutro certa paixão em escrever, apesar de não ter talento para escrever um livro e não ter tantos conhecimentos técnicos na língua portuguesa. Em 2007 criar um blog era um modismo mais tarde substituído pela instantaneidade das redes sociais. Já falei sobre tudo aqui nesse espaço, misturei a paixão que tenho por outros meios de comunicação como a televisão ao comentar programas e criar polêmicas comparando reality show com o viver espiritual.
 Cresci, amadureci, surgiram novas prioridades e acabei deixando de lado o projeto, mais tarde comecei a publicar trechos de livros, vídeos, artigos que ia absorvendo como forma de compartilhar o que estava aprendendo.
 Hoje quero oficialmente reinventar o projeto do blog com o único objetivo de compartilhar aquilo que tenho aprendido e espero poder ajudar aqueles que com humildade procuram compartilhar e absorver experiências de alguém imperfeito em sua humanidade mas que almeja a perfeição contida em Deus através de sua graça.

Leia Mais...

30/10/2014

Porque Não votei 13 em 14

Voltando mais uma vez a falar de política para justificar meu voto. Nesse ano me tornei bem mais politizado, passando os dias em rodas de discussão, ouvindo opinião de especialistas e estudando um pouco da história do Brasil. Eu, que até então defendia o PT e acusava o PSDB, percebi as reais intenções de Lula e seu partido, compartilhei os ideais de Marina Silva e defendi o PSDB no 2º turno. Indignado com o Dilma e seu PT reuni motivos para não reelegê-la em quase todas as esferas.

 Como um cidadão comum
 Dilma fracassou na economia elevando a inflação e dificultando o poder de compra do cidadão de baixo poder aquisitivo.

Como um cidadão de caráter
 Dilma mentiu sobre os escândalos de corrupção e fez uma campanha suja e mentirosa.

Como um Cristão
  Dilma não cumpriu os acordos feitos com religiosos em 2010 sobre temas polêmicos como o aborto. O PT e seus aliados foram responsáveis pela criação de vários projetos contra a família. Militantes do partido declararam os cristãos como inimigos da nação.

Como um cidadão de caráter, cristão e bem informado, não posso ser cúmplice de tantas barbaridades. Imagine o sangue de cada bebê abortado, cada criança sendo orientada sexualmente nas escolas de forma não cristã, ter um filho e ao lado do meu nome nos documentos não estar escrito a palavra pai. Penso também no futuro do país com um governo que empurra o país para uma ditadura comunista, que além de ser inimiga da democracia é inimiga de Deus. Me desculpem quem discorde, afinal ainda vivemos numa democracia, mas não é certo não é justo, não é cristão votar no PT.



Leia Mais...

[ Facebook ]

[ Google + ]

[ Instagram ]

© Nério Júnior | Designed By