Provisões de Deus para a Purificação



Texto Básico: Hebreus 9.11-15, 24
Texto Áureo: 1 João 1.7

Para que o povo fosse santo, eram necessárias maneiras que possibilitassem a ele a constante comunhão com o Senhor, com os irmãos e consigo.

1 – O Grande Dia da Expiação – Lv. 16

Expiação. Da raiz hebraica kipper “cobrir”. O pecado, com a sua culpa e o seu castigo, é apagado por um ato específico: a morte. Mas Deus permitiu a morte substitutiva de um animal, o qual tipificava o sacrifício de Cristo, o único que apaga as conseqüências eternas do pecado.
O Dia da Expiação era a cerimônia anual em que eram oferecidos sacrifícios pelos pecados da nação.

1.1 – Elementos do Sacrifício por Arão e sua Casa (Lv. 16.11-14)
O sacerdote Arão despia de suas vestes, lavava-se em água, e vestia as vestes de linho brancas (sacerdotais) (V. 4), tendo que sacrificar o novilho que era o seu substituto, como se ele mesmo devesse morrer por seu pecado, confessando seus pecados com a mão direita sobre a cabeça do animal.

1.2 – Elementos do Sacrifício pelos pecados do povo (Lv. 16.7-10)
Era utilizado um bode para expiação, outro bode para ser solto e um carneiro para holocausto. O sacerdote tirava a sorte entre os dois bodes usando 2 pedras. O escolhido para Jeová, o bode expiatório, era sacrificado à porta da Tenda e o sangue levado para fazer expiação pelo lugar santo, pela tenda da revelação e pelo povo. Depois o sacerdote pegava o outro bode, chamado bode emissário, e com ambas as mãos sobre a cabeça do animal, confessava os pecados do povo (vv. 21,22)

1.3 – Aspectos Tipológicos do Dia da Expiação (Hb. 6.20; 7.28; 4.15)
O Sumo Sacerdote é um tipo de Jesus Cristo, o nosso Sumo Sacerdote eterno e perfeito, com a diferença que Jesus não precisou oferecer sacrifício por si mesmo, porque Ele não tinha pecado. Na cerimônia do dia da Expiação, o bode degolado é tipo de Jesus crucificado e o bode levado ao deserto, tipo de Jesus levando em seu corpo os nossos pecados.

2 – Sacrifício pelo Pecado e Pela Transgressão da Lei

2.1 – Sacrifício pelo Pecado (Lv. 4.1-5.13)
Era apresentado com a intenção de se obter o perdão, purificação, dos pecados cometidos. Também se pode notar que são apresentadas quatro classes de pecadores: os sacerdotes (líderes espirituais), a congregação (a igreja), o príncipe (a autoridade política) e o próprio indivíduo. Este sacrifício também se oferecia no altar do holocausto e o sangue era aspergido sete vezes diante do véu do santuário. Como a oferta anterior, apenas parte era sacrificada, ficando a outra para o sacerdote, mas nada ficava para o ofertante, para que ele mesmo não tirasse nenhuma vantagem do pecado.
 
 
O ANTIGO E O NOVO MÉTODO DE SACRIFÍCIO

ANTIGO MÉTODO
NOVO MÉTODO
Era Temporário (Hb 8.13) É permanente ( Hb 7.21)
Arão – Primeiro Sumo Sacerdote (Lv 16.32) Jesus – único Sumo Sacerdote (Hb. 4.14)
Da tribo de Levi (Hb 7.5) Da Tribo de Judá (Hb 7.14)
Ministrado na Terra (Hb 8.4) Ministrado no Céu (Hb 8.1,2)
Efetuado com sangue de animais (Lv 16.15) Efetuado com o sangue de Cristo (Hb 10.5-12)
Requeria muitos sacrifícios (Lv 22.19) Requere apenas um sacrifício (Hb. 9. 28)
Necessários animais perfeitos (Lv. 22.19) Necessário uma vida perfeita (Hb. 5.9)
Exigia cuidadosa aproximação do Tabernáculo (Lv. 16. 2) Encoraja a aproximação confiante do Trono (Hb 4. 16)
Olhava para o novo método de sacrifício (Hb. 10. 1) Põe de lado o antigo sistema (Hb 10.9)

1.1 – Significado da Palavra Pecado (Rm 3.23; Hb 12.15)
A palavra pecado significa não atingir, ou perder o alvo. Desde Adão e Eva, o pecado tem corrompido nosso mundo e manchado nossas vidas. Deus ofereceu aos homens inúmeras oportunidades para serem limpos do pecado, mas as pessoas, egoístas, concupiscentes, continuam pecando. O problema é tão difundido que Paulo afirmou: "Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3:23)

1.2 – Alguns pecados definidos na Bíblia
· 1 Jo 2.9 – Toda injustiça é pecado
· Rm 14.23 – O que não é de fé é pecado
· Jo. 16.9 – Não crer em Jesus é pecado
· Tg. 4.17 – O que sabe fazer o bem mas não faz comete pecado
· Pv. 21.4 – Olhar altivo, coração orgulhoso e o que o ímpio produz é pecado
· Pv. 24.9 – Pensamento tols é pecado
· Dt. 23.15 – Cometer erro contra o próprio irmão é pecado
· Dt. 23.21 – Defraudar a Deus é pecado

1.3 – Aspectos Tipológicos referentes ao pecado (Lc. 12.48)
Apesar de o pecado ser o mesmo, devemos ter temor por causa da sua repercussão e do dano causado. O nosso pecado pode influenciar outras pessoas conforme a posição que temos no reino de Deus.

2 – Purificação do Contato com um Cadáver - Nm. 19
Era necessária a oferta de uma bezerra ruiva.

2.1 – Aplicação Tipológica
Atualmente somos impelidos a entrar em contato com a morte espiritual constantemente. Não podemos nos deixar levar por coisas que provocam morte espiritual ou que vão contra os frutos do Espírito.

3 – A Purificação da Imundícia da Lepra - Lv. 13 e 14
A lepra na Bíblia representa o pecado, nessa época era uma doença incurável e os leprosos ficavam afastados de suas famílias, fora da comunhão com seu povo.

4.1 – A Provisão para a Purificação da Lepra
Deveriam ser apresentadas 2 aves limpas e vivas (Lv. 14.4), madeira de cedro, escarlata, hissopo e água cristalina. Uma das aves era degolada num vaso de barro e em águas correntes e a outra era molhada com o seu sangue misturado com o cedro, a escarlata e o hissopo e solta para voar sobre o campo.
Davi, no salmo 51 comparou seu pecado à lepra.

4.2 – Aplicação Tipológica
Aves: Morte e Ressurreição
Madeira: Cruz
Estopo e Carmesim: Sofrimento
Hissopo: Fé


5 - A Purificação Pela Lavagem na Pia
Também é chamada bacia. Servia de lavatório. Os sacerdotes tinham de lavar ali as mãos e os pés antes de entrarem na Tenda (Êx 30.20,21). Representa a santificação.


5.1– O Antítipo da água – a Palavra (Ef. 5.2,25,26)
Efésios 5.2 é prenunciado pelo altar de bronze onde Cristo nos amou. Os versículos 25 e 26 lembra-nos da pia.


6 - A Mitra do Sumo Sacerdote (Ex. 19.22, Lv 20.7, 1 Pd. 1.16)
Para que o povo andasse em santidade, o sacerdote deveria estar em santidade. Todo o povo de Deus é chamado para viver em santidade.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.