Porque Protestos contra a Copa Incomodam a Globo

segunda-feira, julho 01, 2013 by Nério Júnior
Segundo dados divulgados pela agência de pesquisa de mercado e inteligência Hello Research, o futebol é a modalidade esportiva mais praticada pelos brasileiros - com 16% do total e 35% entre os homens. É também o esporte profissional preferido para acompanhar pelos meios de comunicação: 41% dos brasileiros declaram acompanhar os jogos e competições esportivas de futebol, sendo o esporte de maior audiência declarado com quase o dobro do segundo colocado, o vôlei. E diante desta “paixão nacional” o mercado de publicidade e propaganda já conta com uma grande missão para o período que antecede a Copa do Mundo Fifa 2014: mostrar ao público brasileiro quais as marcas e empresas que estarão presentes de forma oficial nos estádios e nas campanhas ligadas ao maior evento esportivo do planeta. E esta tarefa promete não ser das mais fáceis. ADNews

A Globo acaba de enviar comunicado oficial confirmando que a FIFA bateu o martelo por ela nos direitos de transmissão das próximas duas Copas. A Record, que concorria ao páreo por US$ 180 milhões (pelos direitos de cada mundial), ficou a ver navios.
A Globo diz que não pode revelar valores, mas informa o seguinte: “Foram levadas em conta a consistência da proposta em relação à realidade econômica do mercado brasileiro e a capacidade técnica para a transmissão do evento.”
Pelos antecedentes das duas últimas Copas, a propriedade dos direitos dos mundiais de 2010 e 2014 pela Globo deverá render, de novo e de novo, a exclusividade nas transmissões da TV aberta no Brasil. Nenhum canal tem mostrado interesse em pagar o que a emissora cobra para revender tais direitos. Estadão

A Copa do Mundo 2014 já é a edição mais lucrativa da história. A receita do Mundial brasileiro, de acordo com reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo", é 100% maior que a da Copa 2006, na Alemanha.
Até o momento, a 13 meses da abertura do Mundial 2014, os ganhos atingiram US$ 4,1 bilhões -- US$ 300 milhões a mais que a previsão inicial. O montante é US$ 800 milhões superior à do Mundial da África do Sul, em 2010. Portal 2014


Merchandising - TV aberta - Jan a Mar 2013

Ranking Anunciantes Ações Inv (em milhões)
1 AMBEV 101 R$ 61.892
2 L'OREAL 66 R$ 51.157
3 UNILEVER BRASIL 71 R$ 43.777
4 DIVCOM PHARMA 213 R$ 36.467
5 EMBRATEL 97 R$ 31.705
6 PANASONIC DO BRASIL 63 R$ 30.750
7 TOP THERM 212 R$ 29.327
8 MOVEIS KAPPESBERG 47 R$ 28.601
9 CARREFOUR 26 R$ 27.596
10 CLARO 93 R$ 24.569
OUTROS 3011 R$ 1.002.264
TOTAL 4000 R$ 1.368.105


Exame


Analisando as notícias anteriores é fácil perceber que se a imagem da Copa do Mundo for prejudicada, consequentemente a receita com publicidade na TV vai cair bastante, por isso a Globo se sente tão incomodada com os protestos que movimentam o Brasil.

0 Comentários :

Postar um comentário