Rainha dos Céus

sábado, outubro 12, 2013 by Nério Júnior
A Rainha dos Céus, citada em Jeremias 7 e 44, também é conhecida pelos nomes de Ishtar, Ashtar e Astarote, foi cultuada no meio dos israelitas no período da decadência espiritual. Ela é um espírito que lidera o ódio ao casamento, às crianças, às mulheres e, consequentemente, é promotora da prostituição. Ela se diz ser a deusa Sol, tomando várias formas para dominar o que Deus criou.  O terceiro, e mais alto nível de batalha espiritual, é o nível estratégico. Isso envolve o confronto dos espíritos territoriais de alto nível a quem Satanás nomeou para coordenar as atividades do reino das trevas sobre certa área para manter as mentes das pessoas cegas ao "evangelho da glória de Cristo".

Mas se o nosso evangelho está encoberto, para os que estão perecendo é que está encoberto. O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
2 Coríntios 4:3-4

Paulo refere a isso quando ele diz "porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes." (Ef 6:12.) O espírito territorial principal sobre Eféso e Ásia Menor era a renomada Diana dos Efésios (também conhecida por nome Grego Artemis). Alguns historiadores crêem que ela podia ser a deusa mais cultuada de todo o Império Romano dos seus dias. Seu templo em Éfeso,era listada como uma das sétimas maravilhas do mundo antigo. O exemplo de arquitetura mais opulente e surpreendente de toda cidade. Oferendas e sacrifícios foram feitos a esse poder demoníaco durante o ano todo. Seus seguidores lhe chamavam de "magnífica", "grande deusa", "salvadora","rainha dos céus". Antes de Paulo chegar, ela tinha o controle da região de Éfeso e além. Mas, de repente, começou a confusão. Os demônios que estavam debaixo da sua autoridade, foram expulsos de pessoas que tinham oprimido por muitos anos usando de meros lenços! Os mágicos, presumidamente entre suas tropas de elite, estavam abandonando o reino das trevas em massa, e entrando no reino desse Jesus que Paulo estava pregando. Diana não tinha visto nada igual! Seus exércitos estavam retrocedendo em caos. Ela estava perdendo rapidamente sua autoridade sobre Éfeso que ela tinha controlado por séculos. O poder da Diana estava sendo neutralizado tanto pelo evangelho, que as pessoas comuns começaram a notar. Pararam de adorá-la, sacrificar a ela e comprar suas imagens. No desfecho de dois anos do ministério de Paulo, os artífices que fabricavam suas imagens, estavam perdendo seu negócio. Então eles começaram um reboliço público. Encheram o grande anfiteatro e gritaram por duas horas, "Grande é Diana dos Efésios" (Atos19:34). Será que essa deusa da lua tem algo a ver com a Diana dos Efésios? Eu tinha visto retratos da Diana com múltiplos seios muitas vezes, mas foi somente durante esta visita à Turquia que eu percebi que o colar no seu pescoço era uma lua crescente! A deusa da lua é relacionada à história bíblica tanto com Ur dos caldeus, de onde vem a família de Abraão, quanto com Haran, onde Abraão morou até seu pai morrer. Essas eram cidades regidas pela deusa da lua, Sin. A família de Abraão adorava a deusa da lua,e não seria exagero supor que Abraão mesmo foi convertido da deusa da lua ao Jeová. O principado das trevas que manifesta tanto na forma da deusa da lua como na Diana dos Efésios se chama a Rainha dos Céus. Um dos nomes da Diana era "a Rainha dos céus".

POR QUE RAINHA DOS CÉUS?

É muito possível, que o único lugar na bíblia onde Deus fala enfaticamente aos seus seguidores para não orar por um certo povo se encontra em Jeremias 7:16:

Mas a você, Jeremias, não ore por este povo nem faça súplicas ou pedidos em favor dele, nem interceda por ele junto a mim, pois eu não o ouvirei.
Jeremias 7:16

Essa declaração extraordinária reflete a situação que aparentemente demanda a ira atribuída a ao invés de mostrar a sua misericórdia. Algo muito maléfico devia estar acontecendo para provocar tal resposta. O que seria? Eu creio que envolve a Rainha dos céus. Jeremias; 7:18: Os filhos apanham a lenha, os pais acendem o fofo, e as mulheres amassam a farinha, para se fazerem bolos à Rainha dos Céus; e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem a ira. Famílias inteiras: homens, mulheres e crianças estavam envolvidos num culto a esse espírito territorial do mal. Deus insistia dizendo que "eles me provocam a ira". Numa passagem mais longa encontramos em Jeremias 44 onde, judeus do Egito estavam queimando incenso a Rainha dos céus e derramando libações para ela (Jeremias 44:17). Deus implora: "O, não faça essa coisa abominável que eu odeio!" (Jeremias 44:4). De fato, foi porque os judeus de Jerusalém e Judá estavam fazendo esse culto que Deus os exilou por 70 anos no cativeiro da Babilônia (isso ée xplicado em Jeremias 44:2-3).

A GRANDE MERETRIZ DAS MUITAS ÁGUAS

Por que Deus é o Deus que não deseja que ninguém pereça? (II Pedro 3:9). Minha hipótese é que Ele odeia a Rainha dos céus, porque ela é o principado demoníaco que tem a maior respon­sabilidade debaixo de Satanás para manter os que não crêem em trevas espirituais. E muito possível que mais pessoas estão no inferno hoje por causa da influência da Rainha dos céus do que por causa de qualquer outra influência espiritual. A Rainha dos céus é "a grande meretriz que assenta sobre muitas águas" em Apocalipse 17. Quais são as "águas"?

Então o anjo me disse: "As águas que você viu, onde está sentada a prostituta, são povos, multidões, nações e línguas.
Apocalipse 17:15

 Por que tantas pessoas não alcançadas têm sido impene­tráveis quanto a receber a grande benção que Deus deseja der­ramar sobre eles e sobre as suas nações? Por causa do poder enganador da Rainha dos céus. Chegou a hora de agir espiri­tualmente!

A MÃE DE JESUS EM ÉFESO

Quando o apóstolo João foi a Éfeso, ele levou Maria, a mãe de Jesus. Olhando da cruz, Jesus disse a Maria: "Mulher, eis o seu filho!" E, aí ele disse a João: "Eis a sua mãe!" E daquela hora em diante, o discípulo João tomou-a para sua casa (João 19:25-27). Alguns dizem que Maria morreu, alguns dizem que ela foi levada diretamente para o céu como Elias. Independen­te do modo que ela deixou a terra, o último lugar aonde ela foi vista viva foi em Éfeso. Até aí consta a história. Agora, eu quero indagar. Seria fora de cogitação supor que o seguinte podia ter passado pela mente da Rainha dos céus? Será que a Rainha dos céus execu­tou talentosamente o que George Otis Jr. chama "um engano adaptativo"? Depois de Paulo e João ministrarem em Éfeso, o culto à Diana mergulhou de vez. Éfeso se tornou o centro mundial de cristianismo. Daí em diante, a Rainha dos céus não teria mais uso da máscara da Diana. Mas, a sua tarefa de Satanás permaneceu: a cegar as pessoas e mantê-las em trevas espiri­tuais. Então será que a Rainha dos céus começou a se perguntar: sendo que ela não foi bem sucedida em impedir cristianismo de fora, que talvez fosse meio de impedir pessoas de serem salvas do lado de dentro? Mas como? Nessas alturas, a verda­deira Maria está no céu com o seu Filho. Seria possível fabri­car uma falsa Maria dentro de cristianismo que podia ser ca­pacitada pela Rainha dos céus para fazer milagres, e aparecer, e então atrair adoração em igrejas cristãs que deveria ser dada somente a Jesus? Assim, haveria uma maneira de transferir o poder que recebia uma vez pela Diana, à falsa Maria, aí mesmo na cidade de Éfeso. Se as pessoas não podem adorar a Diana, vamos ver se podem adorar a falsa Maria! Eu quero ser bem entendido por todos que eu estou usan­do o termo "falsa Maria" para distinguir entre a Maria verdadeira, a mãe de Jesus e a Maria que recebe orações e intercessão.
A Maria verdadeira é abençoada entre as mulheres como o anjo Gabriel declarou:

O anjo, aproximando-se dela, disse: "Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você! "
Lucas 1:28

Nunca foi, e, nunca terá outra mulher igual. Porque Deus assim agraciou, também pre­cisamos honrar a ela. Ela está hoje no céu com seu Filho. A bíblia não dá detalhes do que ela estaria fazendo, mas eu posso crer que ela ficaria horrorizada com o que a Rainha dos céus está fazendo aqui na terra, na sua tarefa de Satanás, para manter as pessoas cegas a Jesus e ao Seu amor. A mãe de Deus a medida que desenrola a história, o centro do cristianismo, com o tempo, foi de Éfeso para Roma e Constantinopla. Quando isto aconteceu, e quando o Império Romano foi declarado cristão pelo Imperador Constantino, a falsa Maria começou a tomar cada vez mais um lugar no centro da liturgia cristã e adoração. Isto progrediu a tal ponto que a igreja em Roma decidiu declarar oficialmente que a Maria era a "mãe de Deus." Como isso devia ser feito? Por que não voltar para Éfeso? Em 431 d.C, um "concilio ecumênico" foi convocado em Éfeso. O concilio de Éfeso declarou que a Maria era Theotokos, a mãe de Deus. O dogma permanece em todas as igrejas romanas até hoje.

ADORAÇÃO A ÍDOLOS EM ÉFESO

Em Éfeso, um santuário foi construído para hospedar a imagem da falsa Maria. Agora, embora haja pouquíssima adoração aberta no altar da Diana dos efésios, a imagem da Maria é adorada 365 dias por ano com velas, oferendas de flores o outras coisas. Devotos prostram, a honram, e oram para ela como se ela fosse transmitir suas orações para Jesus. Poucos pensam que a Rainha dos céus podia estar fazendo um curto circuito com estas orações. Este santuário da imagem é presumidamente o local físico onde o poder, que Doris sentiu em Éfeso, se situa hoje. Quando Doris e eu fizemos um tour no Vaticano em Roma há alguns anos atrás, tivemos dificuldade em compreender por que uma estátua da Diana dos efésios estaria situada numa sala do Vaticano com outras estátuas dos santos cristãos. De­pois de visitar a Éfeso, nós temos uma idéia do porquê. Maria é chamada "a rainha dos céus" É interessante que muitos retratos da virgem Maria a tem em pé, ou numa lua crescente, ou com uma lua crescente perto da cabeça. Outros têm uma coroa em sua cabeça, e, um dos títulos oficiais é a "Rainha dos céus". Por exemplo, poucas pessoas sabem que o nome espanhol original da cidade de Los Angeles é "a cidade da Nossa Senhora Rainha dos Anjos." Alguns se referem a Los Angeles como "cidade dos anjos". Seria mais correto reconhecer que é a cidade da Rainha dos anjos conhecida como Rainha dos céus. A extensão da falsa Maria, em relação a sua exaltação capacitada pela Rainha dos céus, fica a critério de cada um. Muitos, ficaram chocados no dia 25 de agosto de 1997, quando a revista "Newsweek" reportou que nos últimos quatro anos, o papa tem recebido 4.340.429 pedidos encorajando a ele declarar oficialmente que a virgem Maria é "co-redentora com Cristo". Quando o papa visitou Cuba em 1998, ele coroou a imagem da Virgem de Merced, declarando ela a Rainha da Cuba. Acontece que o mesmo ídolo é adorado pelos devotos de satanismo cubano, conhecido como Santería. Se O Cabeça Jesus, está dizendo para o corpo, a Igreja, para vencer (nikao) e confrontar os poderes das trevas em guerra espiritual a nível estratégico explícito, o que deveria ser feito em relação a situação que acabo de descrever?

O QUE A RAINHA DOS CÉUS PROMOVE?

  • PROSTITUIÇÃO - A prostituição fazia parte dos rituais de adoração a ela.
  • SACRIFÍCIO INFANTIL - Ela é companheira de Moloque, aquele que recebe o sacrifício de crianças. O massacre infantil já se inicia no ventre através do aborto, onde a criança é rejeitada antes mesmo de nascer pois muitas vezes é concebida em meio a prostituição, as noitadas, em meio as drogas, ao àlcool e a rebelião. Quando o aborto é realizado, o sangue de um inocente é oferecido aos demônios, dando direito legal a Satanás sobre a vida das pessoas envolvidas nesse ato. O aborto cria no segundo céu um altar a Moloque, e o ventre da mulher fica espiritualmente ligado ao Vale de Hinom (Jr. 32.35), onde se queima o lixo e onde os vermes nunca morrerão. (Is. 66.24). O sacrifício de crianças toma formas diversas, tais como abandono, orfandade, pedofilia, e abuso sexual, emocional e físico  de crianças.
  • VIOLÊNCIA - Em 10 anos de guerra no Vietnã, os EUA mataram 50 000 pessoas, nós brasileiros matamos todos os anos em nossas estradas muito mais que esse número.As margens das estradas existem motéis, prostíbulos que são frequentados por viajantes em geral onde se pratica todo tipo de prostituição. Os motoristas saem desses lugares carregados de espíritos de prostituição, muitas vezes alcoolizados, provocando assim acidentes. Além disso pode-se contar também tantos crimes cometidos por paixões incontroladas, violência doméstica, tráfico de drogas, etc.
  • MISÉRIA E POBREZA - Países que ainda adoram a Rainha dos Céus são marcados por pobreza e miséria. A própria cultura das pessoas é marcada por se satisfazer com essa situação. 
  • DESTRÓI O CASAMENTO - Ela odeia a família e faz de tudo para desvias as pessoas do seu propósito de santificar o sexo e glorificar a Deus através dele, pela constituição de uma família, ode o amor de Deus é para ser encarnado e expresso de uma maneira abundante. O marido e a mulher tem uma aliança semelhante ao pacto de Deus com o homem - um pacto que deveria ser irrevogável.
  • SE DIZ ÚNICA - Desça, sente-se no pó, Virgem cidade de Babilônia; sente-se no chão sem um trono, Filha dos babilônios. Você não será mais chamada mimosa e delicada.
    Sente-se em silêncio, entre nas trevas, cidade dos babilônios; você não será mais chamada rainha dos reinos.
    Agora, então, escute, criatura provocadora, que age despreocupada e preguiçosamente em sua segurança, e diz a si mesma: ‘Somente eu, e mais ninguém. Jamais ficarei viúva nem sofrerei a perda de filhos’.
    A desgraça a alcançará e você não saberá como esconjurá-la. Cairá sobre você um mal do qual você não poderá proteger-se com um resgate; uma catástrofe que você não pode prever cairá repentinamente sobre você.
    Isso é tudo o que eles podem fazer por você, esses com quem você se afadigou e com quem teve negócios excusos desde a infância. Cada um deles prossegue em seu erro; não há ninguém que possa salvá-la.
     Is. 47:1,5,8,11,15


Fonte: Confrontando A Rainha dos Céus - C. Peter Wagner;
Restauração Sexual - Neuza Itioka

0 Comentários :

Postar um comentário