Em Quem Votarei

terça-feira, agosto 26, 2014 by Nério Júnior
Dilma - Aécio - Marina - Everaldo. Os candidatos estão soltos por aí trabalhando imagens e palavras para seduzir o eleitor que esse ano este se sentindo mais perdido que nunca.
Dilma tenta  reeleição com a imagem abalada pela condenação dos mensaleiros do PT, insatisfação com os gastos da copa e o boom das redes sociais que deixa os eleitores expostos a todo tipo de informação de maneira rápida e muitas vezes  sem compromisso com a verdade.
Aécio é altamente desconhecido pelos eleitores do interior do Brasil porém pertence a um grande partido que tem tradição e faz oposição ao governo do PT.
Marina que até pouco tempo era usada como isca do projeto do PSB de tornar Eduardo Campos conhecido a nível nacional se beneficia agora com a trágica perda de Campos e, como em 2010, ameaça a hegemonia PSDB - PT. O que pesa contra dessa vez é a perca do apoio dos evangélicos que tendem a aderir à candidatura do pastor Everaldo.
Everaldo surge com pulso firme defendendo a família tradicional e privatizações das estatais. Suas convicções fortes  e o apoio de renomados líderes religiosos impulsionam sua candidatura mas atrai o ódio de pessoas que defendem o casamento homossexual, o aborto e a legalização das drogas. Outro ponto negativo é a falta de experiência política.
Outros menos conhecidos também se candidataram,  com pouca possibilidade de se elegerem.
O eleitor num primeiro momento fica em dúvida diante de tanta insatisfação, acusações, tragédia e polêmicas e a pergunta vem a tona: Em quem vou votar?
Nunca escondi minha satisfação com o governo do PT, tanto que fiz meu título de eleitor aos 15 anos de idade para votar em Lula e não me arrependi. Lembro dos meus tempos de criança como tudo era difícil e hoje o Brasil está muito melhor que aquela época. Não posso negar que o PT colheu muitas sementes plantadas por FHC. Mas hoje não voto em Dilma porque seu governo está caminhando para o comunismo, a liberdade de expressão é questionada e leis são aprovadas na calada da noite para beneficiar esse novo regime, enfim, a democracia está ameaçada.
Quando eu era criança meu pai sempre me dizia que não votava em políticos do PSDB, fato que até hoje me leva a desconfiar dos candidatos desse partido, enfim, Aécio não me convence.
Marina ganhou meu voto na eleição passada não pelo fato de ser evangélica mas por ser a favor do desenvolvimento sustentável, e principalmente por demonstrar interesse no povo e não no poder, porém hoje está presa a um partido com convicções não muito claras, pelo menos não demonstradas.
E Everaldo? Seria capaz de governar o Brasil? Desconfio de pessoas que usam um título para designar quem são.
Descartando Dilma e Aécio sobram Marina e Everaldo. Eles tem até outubro para me convencer...


0 Comentários :

Postar um comentário