A Volta do Filho Pródigo - O Pai

sábado, maio 14, 2016 by Nério Júnior
Fechando a série de comentários sobre o livro A Volta do Filho Pródigo, Henri Nouwen fala sobre o pai.
Apesar de que sou tanto o filho mais jovem como mais velho, não devo permanecer como eles, mas me tornar o Pai.
...
Esse chamado para me tornar o Pai exclui qualquer interpretação “indulgente” da história. Sei o quanto eu quero voltar e me sentir seguro, mas realmente desejo ser filho e herdeiro com tudo que isso acarreta? Estar na casa do pai exige que eu faça da vida do pai a minha própria e me transforme em sua imagem.
Fico impressionado com a quantidade de cristãos que se limitam a viver como filhos mimados na presença de Deus, guiados pelas suas almas famintas de ego, enquanto tem o DNA de Deus em seu ser.
Fomos chamados para fazer a diferença no Reino de Deus, se pecamos, temos um pai amoroso que nos perdoa, se fugimos do foco, podemos olhar para o Pai que nos fez à sua imagem, mas o objetivo final é nos tornarmos maduros para vivermos a Eternidade.

0 Comentários :

Postar um comentário